Área Reservada a sócios

Os alimentos destinados a grupos específicos da população apresentam-se como uma solução adequada em determinadas fases das nossas vidas: quando estamos vulneráveis, doentes ou em momentos em que apresentamos necessidades nutricionais específicas (pós-cirúrgico, envelhecimento, disfagia, doença oncológica, entre outros), as quais os alimentos destinados ao consumo em geral não conseguem suprir. 

Estima-se que 90% dos europeus necessitam de recorrer a este tipo de produtos em alguma fase das suas vidas.

Em muitos casos, estes alimentos representam a única fonte de nutrientes - seja para um bebé que não é amamentado ou um paciente em convalescença após uma intervenção cirúrgica. 

Estes alimentos são especialmente formulados para ajudar os consumidores a obterem uma nutrição adequada, satisfazendo as suas necessidades nutricionais, de forma exclusiva ou parcial, em situações particulares e ajustadas à sua idade, peso, condição clínica. Representam um apoio à saúde, recuperação e bem-estar.

Além disso, são estritamente regulamentados na União Europeia, em termos de composição, produção, rotulagem e comercialização.

Nutrição Especializada

Padrões rígidos de segurança e qualidade

Projetar produtos alimentares ideais para grupos vulneráveis significa transformar a ciência da nutrição mais recente em produtos prontamente disponíveis, que atendam às necessidades particulares das populações.

Os produtos de nutrição especializada são fabricados de acordo com composições específicas e elevados padrões de higiene. O setor da nutrição especializada na Europa conta com os melhores e mais avançados laboratórios de segurança alimentar e com pessoal altamente treinado. O objetivo é garantir que estes alimentos mantenham a sua reputação de produtos de alta qualidade com o mais alto nível de segurança alimentar.

Formulações ajustadas à finalidade nutricional

Em termos de composição, os alimentos para grupos específicos contêm ingredientes e nutrientes nas quantidades exatas, que atendem a sua finalidade nutricional. Tendo em consideração os desafios em termos de formulação, os aditivos alimentares são usados ao nível mínimo possível, de forma a atender a funções tecnológicas específicas e, em última instância, garantir que esses produtos respondam às necessidades nutricionais específicas dos públicos-alvo a que se destinam.

A mudança de estilos de vida e o constante desenvolvimento do conhecimento científico levaram a uma melhor compreensão das necessidades específicas para determinados grupos:

Os bebés duplicam o seu peso corporal em cerca de seis meses. Para os bebés que, por alguma razão, não podem ser amamentados, os leites para lactentes oferecem a única alternativa nutricionalmente segura durante os primeiros seis meses de vida. A recomendação do aleitamento materno, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), é uma questão irrefutável para as empresas deste setor, que cumprem integralmente os requisitos e publicitam, em primeiro lugar, as indubitáveis vantagens do aleitamento materno.

  • A criança tem uma taxa de velocidade de crescimento extraordinária durante o primeiro ano de idade - a mais elevada em todo o ciclo de vida -, contudo os primeiros anos são, de facto, muito exigentes comparando com outras fases da vida.
  • As fórmulas de transição e os alimentos para bebés são desenvolvidos para ajudar a satisfazer as suas necessidades nutricionais.
  • Os consumidores que necessitam de controlar o seu peso podem beneficiar de alimentos particularmente desenvolvidos para cada um dos casos.
  • Os lactentes ou crianças com intolerâncias alimentares e doenças metabólicas hereditárias têm nos alimentos para fins medicinais específicos a única solução para se poderem alimentar nos primeiros meses de vida.
  • Os indivíduos que sofrem de algum tipo de doenças como cancro, doenças respiratórias, malnutrição associada ao envelhecimento e disfagia ou aqueles que se encontram a recuperar de uma cirurgia necessitam, frequentemente, de uma dieta especial, que os ajude a combater a doença e a favorecer a recuperação. Os alimentos para fins medicinais específicos são particularmente indicados para estes casos, contribuindo para uma melhor qualidade de vida.